quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Jaca, a fruta polêmica

jaca
Planta nativa da Índia, se apresentando adaptada em todo nosso território, a Jaca, Artocarpus heterophyllus, foi trazida para o Brasil no século XVIII, especificamente na Bahia. 
São árvores de grande porte, muitas vezes chegando a 20 m na natureza. Seus troncos são castanho-acinzentados e as folhas são elípticas a ovais, de até 20 cm de comprimento e cerca de metade da largura. O fruto da árvore é muito grande nascendo no tronco e nos ramos principais da árvore. A polpa constitui 25-40% do peso da fruta. No Brasil, a jaca é o maior fruto produzido por um árvore. Na Ásia o fruto pode atingir 90 cm de comprimento.

No sul da Índia, a jaca é um alimento muito popular, juntamente com a manga e banana em termos de produção anual total. Existem mais de 100.000 árvores cultivadas nos quintais e também para  sombreamento de culturas de noz, café, pimenta e as plantações de canela. A área total plantada com jaca na Índia, é calculado em 26.000 ha e o Governo promove o plantio de jaqueiras ao longo de rodovias, hidrovias e ferrovias para adicionar  ao abastecimento alimentar do país. É também muito cultivada também no Ceilão e Tailândia.

A jaca é consumida ao natural, em doces, compotas e licores. É rica em vitamina A,  vitamina C, tiamina, niacina, ferro, sódio, calcio, fibras, fósforo dentre outros . A raiz da jaqueira é um usada combater doenças de pele e asma. Um extrato da raiz é usado em casos de febre e diarréia.  A casca é feita em cataplasmas. Suas folhas aquecidas em cataplasma são colocadas em feridas. Toda a planta contém um látex, sendo mais abundantes no fruto quanto está verde.

"Em 1984, a pesquisadora Maria Cristina Roque Barreira descobriu uma substancia, a jacalina , feita da semente da jaca. Mas na época a legislação brasileira não permitia o registro de produtos a partir de vegetais. E a jacalina não foi patenteada. Mas ela é produzida e vendida por empresas de biotecnologia praticamente no mundo inteiro sem que o Brasil receba nada por isso. A jacalina é um reagente bioquímico que identifica se a mãe tem ou não anticorpos no leite materno para repassar ao récem-nascido, o que garante a imunidade do bebê. Além da jacalina, a semente da jaca tem outros potenciais. Todos os anos segundo o Ministério da Saúde mais de 26 mil casos de queimados são registrados no Brasil, na maioria crianças. Mas esse número deve ser muito maior já que nem todos os casos são registrados.

A descoberta da substância KM+ na semente da jaca pode ajudar, e muito, a diminuir o sofrimento das vítimas de queimaduras. KM+ é uma proteina da classe das lectinas. A partir dela, foi desenvolvida uma pomada. A pesquisadora Maria Cristina Roque Barreira afirma:" Verificamos que o efeito de KM+ em tecidos queimados, experimentalmente era um efeito muito precoce e que cerca de 12 horas depois de provocada a queimadura e de iniciado o tratamento com KM+ a pele já tinha um aspecto muito diferente daquela que não continha lectina....". A matéria completa e os vídeos estão disponíveis no site da TV Cultura
Fontes de pesquisa: http://www2.tvcultura.com.br/reportereco/materia.asp?materiaid=96; www.hort.purdue.edu/newcrop/.../jackfruit_ars.html
crédito da imagem - http://www.rarefloweringtrees.com/g2/main.php?g2_view=core.DownloadItem&g2_itemId=5455&g2_serialNumber=4

3 comentários:

  1. Um amigo trouxe-me este fruto ao natural e em doce de S. Tomé e Príncipe, e posso dizer que é delicioso.

    Desconhecia por completo as suas propriedades fito-químicas.

    ResponderExcluir
  2. De fato Miguel, é um fruto delicioso, especialmente a jaca que aqui no Brasil chamamos de "jaca dura" que tem as bagas mais doces. Grata pela visita. Um grande abraço,
    Edilza

    ResponderExcluir
  3. Sara Alzira custodia13 de junho de 2017 09:45

    Amo Jaca, se tivesse aqui em casa comeria sempre, as vezes saio de Minas e vou comprar em São Paulo.

    ResponderExcluir