segunda-feira, 27 de maio de 2019

Frutas Exóticas - Tucumã



O Tucumã, de nome cientifico Astrocaryum aculeatum, da familia das Aracaceae, é também conhecido como tucum-do-mato. É uma palmeira originária da Amazônia, de folhas ascendentes, que chega a alcançar mais de 15 metros de altura, produzindo cachos com frutos numerosos em formato ovóide, de polpa fibrosa que reveste o caroço. 



Tolera solos pobres e degradados, resistindo a períodos de seca, sendo encontrada por toda a região amazônica, Guiana, Peru e Colômbia. Suas folhas longas, semelhantes às do coqueiro, alcançam até 5 metros de comprimento.

O fruto do tucumãnzeiro, tem uma polpa grudenta e fibrosa, muito rica em vitamina A (90 vezes mais que o abacate e 3 vezes superior à cenoura). Rica também em vitamina B, C, além de glicídios, lipídio e protídeos. É uma das poucas frutas ricas em Ômega 3, sendo um grande aliado na luta contra o diabetes.

Seus frutos são comestíveis ao natural e consumidos também na forma de sorvetes, sucos, licores e doces. Também pode ser usado para fazer óleo de cozinha, sabão, cosméticos, medicamentos e em alimentação animal. 


Os índios usam suas folhas para confeccionar arcos, redes de pesca e madeira. O espinho pode ser usado como adorno em brincos, na ponta de dardos ou até mesmo em agulha para tecer rede para dormir.

Outros nomes pelos quais o Tucumã pode ser conhecido são: Acaiúra, Acuiuru, Coqueiro-Tucumã, Tucum, Tucumã-açú, Tucumá-Arara, Tucum-Açu, Tucumai-da-Terra-Firme, Tucumãi-Uaçu, Tucumã-Piririca, Tucumã-Purupuru. De seus frutos também pode-se extrair o óleo de suas sementes e das folhas.











Nenhum comentário:

Postar um comentário